Ramon Martins Grafita Senac

Uma parede de 20 metros de altura em uma unidade do Senac São Paulo voltada para a prática das artes. É nesse cenário que o artista plástico brasileiro Ramon Martins trabalhará no próximo mês, em sua mais nova obra de arte, com influências asiáticas, mas com uma expressão bastante tropical de temas contemporâneos.


O jovem artista atua tanto nas ruas quanto nas galerias, num diálogo entre o público e o privado. É representado por galerias em Paris e São Paulo, onde já realizou exposições coletivas e individuais, além de ter experiência em intervenções em cidades como Roterdã, Brasília, Los Angeles e Belo Horizonte.


Seu trabalho é reconhecido pela mistura eclética de técnicas e estilo, que resultam numa rica colagem de referências e valores culturais. Para a unidade Lapa Scipião artista retrata uma figura asiática, sem uma alusão clara de tempo e espaço, provocando um senso de deslocamento.


A obra tem início hoje no muro frontal do prédio, e o artista e sua equipe, composta por quatro pessoas, trabalharão em um andaime por cerca de 30 dias. Para conferir o processo, basta passar pelo Senac Lapa Scipião, das 14 às 18 horas, diariamente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário