CINE: MATO SEM CACHORRO

A convite da Claro, o LIS foi convidado para assistir (ontem) o filme MATO SEM CACHORRO, estreia do diretor Pedro Amorim e “debut” nas telonas do ator Bruno Gagliasso. Confesso que no início fiquei um pouco #tenso com o que vinha pela frente. 


Salvo algumas exceções, acho a maioria do filmes nacionais (não, todos!) bem fraquinhos no quesito produção/fotografia/roteiro – e olha que de cinema eu só entendo de assistir aquilo que gosto, nenhuma formação acadêmica para tal julgamento.  Além disso, sempre que um filme traz personagens da Globo, tenho a impressão que eles produziram uma minissérie e editaram para o cinema... 



Mas devo dizer que o filme me surpreendeu. CLARO (fazendo um trocadilho com a operadora que nos enviou os convites) que algumas cenas são bem clichês e inclusive vi algo parecido em outros filmes, como a cena tórrida de amor no banheiro e que é abafada pela música, é bem parecida com um “take” de Amelie Poulain... mas o filme vale a pena.


A história é bacana, divertida, não subestima o expectador, tem uma estética interessante, bem retrô e é super leve. Boa pedida para quem quer entrar no cinema e se deliciar com as peripécias do cachorro Guto, que sofre de narcolepsia canina e une o casal “Zoé (Leandra leal) + Deco (Bruno Gagliasso)”, que faz a linha geek deprê. Ponto também para Danilo Gentili, que interpreta Danilo Gentili o primo de Deco, Sandy bêbada e barrada numa blitz e Gabriela Duarte, uma suburbana louca e alcoólatra.



Em tempo: além do filme, com contou com a presença do elenco, diversas ações aconteceram durante a pré-estreia.  O filme chega aos cinemas no dia 04/10 e o trailer, abaixo


Parabéns para a Claro – e as outras empresas – que apoiam ações como esta!

Nenhum comentário:

Postar um comentário