OMO Consciência Concentrada

A marca OMO, da Unilever, acaba de preparar um estudo super bacana para demonstrar aos consumidores, por meio de um infográfico, quais os benefícios para o meio ambiente  ao optarmos por versões concentradas de detergentes para roupa. Pode parecer uma economia pequena, mas na verdade é que há ganhos consideráveis tanto na economia de água como de resíduos e redução de emissão de CO2, ao comprarmos um produto deste tipo. 


Para ter uma ideia, Omo concentrado gasta 34% menos água que o diluído durante a fabricação. Em um ano, essa economia chega a 12,6 milhões de litros de água. Toda essa água economizada encheria 1.260 caminhões-pipa. Estacionados um atrás do outro, todos esses caminhões formariam uma fila de 12.342 metros, que ocuparia quase toda a extensão da ponte Rio-Niterói, ou a distância entre a praça da Sé e o bairro da Penha, em São Paulo.



Se todos os consumidores que já usam sabões líquidos passassem a usar o concentrado, a economia total de água na fabricação seria de 36 milhões de litros por ano. Essa verdadeira inundação equivale a economizar quase 14,5 piscinas olímpicas cheinhas anualmente. A mesma ação sustentável acontece com o volume de lixo, porque as embalagens menores dos concentrados correspondem a 42,33% menos resíduo, quase a metade do volume do diluído tradicional.


A fabricação do detergente concentrado da Unilever reduz em 46% a necessidade da caixa de papelão. Isso significa que cabe quase o dobro de frascos por caixa e, portanto, o dobro por caminhão carregado. Assim, a empresa usa metade dos caminhões que seriam necessários para o transporte de diluídos e consequentemente colabora com o fluxo do trânsito, ar menos poluído e combate ao aquecimento global.

Nenhum comentário:

Postar um comentário